Sim, você pode trocar de profissional contábil! Isso é um direito de todo empreendedor. Independentemente do motivo, você é livre para buscar um novo serviço de contabilidade que atenda melhor às necessidades do seu negócio a qualquer momento. Sendo assim, também não existe um momento mais indicado para fazer essa troca, o que define a hora é a sua necessidade. Afinal, nenhuma empresa deve ficar correndo riscos por não estar em dia com as suas obrigações, não é mesmo?

Sobretudo não tiver uma solução contábil rápida e eficiência. Aqui vamos dar todas as dicas para quem está passando por esse momento tão temido pelos pequenos empreendedores, mas que, na verdade, está longe de ser algo tão complicado.

Afinal, posso trocar de profissional contábil?

Muitos empreendedores ficam em dúvida ao perguntarem “posso trocar de profissional contábil?”. A contabilidade é uma área fundamental para o seu negócio, garantindo que todas as obrigações legais sejam cumpridas, mas sem acabar pagando mais do que seria necessário.

Por isso é imprescindível contar com um serviço de qualidade, presteza, honestidade, responsabilidade e que atenda às particularidades da sua empresa. Porém, nem sempre isso acontece. É aí que o empreendedor se depara com a dúvida: posso mudar de profissional contábil? A resposta é sim, você pode trocar!

Qual o melhor momento para fazer essa troca? Como mudar de contabilidade e será que isso é um processo complicado?

Vamos responder essas e mais perguntas que você tenha sobre mudar de escritório contabilidade, além de trazer dicas para escolher um serviço melhor para sua empresa!

 

A importância da contabilidade

Agora que você já sabe a resposta para “posso trocar de profissional contábil”, é fundamental entender a importância dessa transição para o sucesso do seu negócio.

Todas as empresas — exceto MEIs — têm a obrigação de ter um profissional contábil. Isso não é à toa: este profissional ou escritório terceirizado é responsável por regularizar todas as obrigações fiscais do seu negócio, como impostos e folha de pagamento, cuidar de questões envolvendo seu patrimônio, identificar e evitar problemas e manter toda documentação destas áreas organizadas e atualizadas, sejam na esfera Federal, Estadual ou Municipal.

Além disso, esse serviço ainda pode contribuir nas tomadas de decisões estratégias, ajudando no planejamento de despesas e na previsibilidade de crescimento e lucro.

A contabilidade é importante em todas as fases de uma empresa — da sua abertura, expansão a seu encerramento — resolvendo todas as questões fiscais e pendências de cada etapa.

Considerando a complexidade do sistema tributário e fiscal praticado no Brasil, ter alguém para cuidar destas questões e se atentar às constantes mudanças legais é fundamental para cumprir cada dever e deixar o empreendedor tomar conta de outras necessidades do negócio.

No entanto, quando o serviço de contabilidade de uma empresa não atende às expectativas ou até mesmo não cumpre corretamente suas obrigações, diversos problemas podem ocorrer:

  • Não pagar impostos importantes e ter que responder ao Fisco mais tarde;
  • Pagar mais tributos do que são necessários;
  • Não optar pelo regime de tributação mais adequado ao negócio;
  • Não declarar corretamente os bens da empresa e acabar caindo na malha fina;
  • Não contribuir com as decisões estratégicas, prejudicando o planejamento do negócio;
  • Não acompanhar as mudanças na legislação e continuar adotando práticas desatualizadas.

Mesmo que o trabalho tenha um profissional contábil, ainda sim o empreendedor e sua empresa podem ser responsabilizados por irregularidades fiscais, incluindo até respondê-las na esfera penal.

Mas, quando isso não acontece? Ou quando o serviço do profissional contábil não atende às expectativas, seja por qual motivo for? O que o empreendedor pode fazer? Vamos responder todas as suas dúvidas agora!

Posso trocar de profissional contábil: é possível? Como?

Muitas são as responsabilidades sob os ombros de um profissional contábil. Se este parceiro não corresponde às expectativas e obrigações da empresa, corre-se um grande risco de ter problemas com o Fisco mais tarde e acabar tendo que desembolsar uma quantia significativa para corrigir as irregularidades.

Mas não é só problemas com o Fisco que motivam a troca de contabilidade. Outras questões também fazem com que as empresas mudem de profissional contábil:

  • péssimo atendimento;
  • dificuldade de comunicação;
  • descumprimento de prazos;
  • uso de ferramentas desatualizadas;
  • falta de proatividade;
  • não acompanhamento das mudanças de legislação;
  • entre outras situações que, aos poucos, vão minando o relacionamento com este parceiro.

Então fica claro que escolher um serviço de contabilidade é uma decisão séria e que trará consequências para a sua empresa. Entretanto, se o empreendedor não estiver satisfeito com o trabalho, existem saídas para resolver essa situação.

Posso trocar de profissional contábil?

A resposta é sim! Quando, por algum motivo, você não estiver satisfeito com o seu serviço de contabilidade — seja interno ou terceirizado — pode procurar outro profissional ou parceiro para cuidar melhor desta área.

Claro, todo processo deverá ser formalizado por meio de contratos e distratos (o documento de rescisão contratual), e o antigo acordo deverá ser respeitado até o seu encerramento oficial.

Trocar de profissional contábil: existe hora certa?

Neste caso a resposta é não. Esta mudança deve ser feita de acordo com a necessidade da empresa. Se o atual serviço de contabilidade não está cumprindo as obrigações, é possível que este problema fique cada vez maior com o passar do tempo.

Não é uma boa ideia esperar o Fisco bater na sua porta para daí mudar de profissional contábil: o estrago já terá sido feito e você deverá arcar com as consequências das irregularidades.

Quando mais cedo for descoberto os problemas, e eles não conseguirem ter sido resolvidos pelo atual profissional contábil, melhor é logo mudar de escritório de contabilidade.

Como mudar de profissional contábil?

Trocar de serviço de contabilidade é um processo mais simples do que se imagina. E vamos provar isso com este passo a passo:

Consultar o contrato atual

A primeira coisa a se fazer ao pensar em trocar de contador é conferir o atual contrato de serviço. Alguns profissionais e empresas usam cláusulas que preveem multa no caso de rescisão ou a obrigação de um aviso prévio.

É preciso ficar atento a este e outros pontos que estejam no documento, evitando ter problemas legais mais tarde por descumprimento do acordo — inclusive caso o atual serviço de contabilidade tenha deixado pendente algo que estava previsto no contrato.

Verificar pendências 

Esse é um ponto importante: verifique se há alguma pendência que o seu atual profissional contábil deixou passar ou então situações ainda em processo de serem resolvidas, como parcelamento de débitos municipais, estaduais e federais.

Mas é importante lembrar: mesmo após a mudança, todo e qualquer erro anterior ainda é de responsabilidade do escritório de contabilidade que atuou na época.

Uma dica para quando mudar de profissional contábil é formalizar no distrato a data de encerramento do contrato no fim do mês, para que o novo serviço de contabilidade comece a atuar no período seguinte.

Como encontrar um bom serviço de contabilidade?

Pronto, questão “posso trocar de profissional contábil” respondida e você decidiu mudar de escritório. Mas quem irá assumir este papel para a sua empresa? Agora é a hora de pesquisar qual profissional ou serviço irá atender às suas expectativas. Por isso fique de olho em várias questões, incluindo:

  • Preço praticado;
  • Registro junto ao Conselho Regional de Contabilidade (CRC) da região de atuação;
  • Serviços e facilidades oferecidas;
  • Bom atendimento ao cliente, presteza e honestidade;
  • Recomendação de quem usa o serviço;
  • Uso de soluções tecnológicas.

Sempre é hora de mudança, sobretudo quando não há parceria confiável.