Skip to main content Skip to search

Archives for setembro 2021

Fim do prazo: MEI deve regularizar débitos em aberto até hoje (30)

PRAZO ACABA HOJE

Pendências até 2016 não quitadas passarão para dívida ativa se não forem acertadas nesta quinta-feira, dia 30.

Chega ao fim nesta quinta-feira (30) o prazo para os microempreendedores individuais (MEIs) regularizarem o pagamento dos impostos devidos desde 2016 ou há mais tempo. Os empresários neste ano tiveram uma folga a mais, já que a data foi prorrogada em um mês devido à instabilidades no sistema, tendo vencimento original no fim de agosto.

Se os tributos e as obrigações em atraso ou não parcelados não forem corrigidos ainda hoje, os MEIs serão incluídos na Dívida Ativa da União. A inscrição acarreta cobrança judicial dos débitos e perda de benefícios tributários.

De acordo com a Receita, existem 4,3 milhões de microempreendedores inadimplentes, que devem R$ 5,5 bilhões ao governo. Isso equivale a quase um terço dos 12,4 milhões de MEIs registrados no país.

No entanto, a inscrição na dívida ativa só vale para dívidas não quitadas superiores a R$ 1 mil, somando o valor principal, multa, juros e demais encargos. Atualmente, o Brasil tem 1,8 milhão de microempreendedores nessa situação, que devem R$ 4,5 bilhões.

Dívidas pela pandemia

De acordo com a Receita Federal, os MEIs que tiverem apenas dívidas recentes, em razão das dificuldades causadas pela pandemia de covid-19, não serão afetados. Também não serão inscritas as dívidas de quem realizou parcelamento neste ano, mesmo que haja alguma parcela em atraso ou que o parcelamento tenha sido rescindido.

Como consultar e acertar o pagamento

Os débitos sob cobrança podem ser consultados no Programa Gerador do DAS para o MEI. Por meio de certificado digital ou do código de acesso, basta clicar na opção “Consulta Extrato/Pendências” e, em seguida, em “Consulta Pendências no Simei”. O Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS) para quitar as pendências pode ser gerado tanto pelo site quanto por meio do Aplicativo MEI, disponível para celulares Android ou iOS.

Ainda é possível fazer o pagamento ou parcelamento das dívidas acessando o Portal e-CAC. O passo a passo sobre o parcelamento também está disponível no Portal Gov.br.

De acordo com a Receita, existem 4,3 milhões de microempreendedores inadimplentes, que devem R$ 5,5 bilhões ao governo. Isso equivale a quase um terço dos 12,4 milhões de MEIs registrados no país. No entanto, a inscrição na dívida ativa só vale para dívidas não quitadas superiores a R$ 1 mil, somando o valor principal, multa, juros e demais encargos. Atualmente, o Brasil tem 1,8 milhão de microempreendedores nessa situação, que devem R$ 4,5 bilhões.

Dívida ativa

Caso a dívida não seja quitada, o MEI ficará devendo multas, podendo ser cobrado na justiça, correrá risco de ser inscrito na dívida ativa do seu estado e município.

Com a inscrição em dívida ativa, o microempreendedor deixa de ser segurado do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e perde benefícios como auxílio-doença e aposentadoria; tem o Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) cancelado; é excluído do Simples Nacional pela Receita Federal, estados e municípios, que têm alíquotas mais baixas de imposto; e pode ter dificuldades para conseguir financiamentos e empréstimos.

Com informações Agência Brasil

Read more

GILRAT: Receita Federal notificará 7 mil empresas com divergências na apuração

RFB

Receita enviará avisos de autorregularização aos responsáveis pelas empresas, que poderão corrigir as inconsistências.

A Receita Federal constatou indícios de informações indevidas no GILRAT, que trata da contribuição para o Grau de Incidência de Incapacidade Laborativa Decorrente dos Riscos Ambientais do Trabalho, enviado nas GFIPs.

Os dados indicam a falta no recolhimento dessa contribuição por parte de 6.953 empresas, totalizando R$ 284 milhões.

Assim, a Receita Federal enviará avisos de autorregularização aos responsáveis pelas empresas, que poderão corrigir as inconsistências informadas em suas GFIPs.

Caso o responsável pela empresa receba a comunicação, não há necessidade de ir até uma unidade da Receita Federal, nem protocolar qualquer resposta ao aviso. Basta corrigir as GFIPs e regularizar o débito decorrente dessas alterações, seguindo as orientações do Órgão.

GILRAT

Além da cobrança de valores das contribuições devidas pelas empresas, o GILRAT garante o seguro contra o acidente do trabalho, cumprindo o disposto no artigo 7º da Constituição Federal, que protege os direitos dos trabalhadores, tanto aqueles com vínculo empregatício permanente como os trabalhadores avulsos urbanos ou rurais.

Read more

5 maneiras de atrair consumidores e vender mais pela internet

VENDAS ONLINE

Um dos setores que tem apresentado grandes oportunidades para empreendedores são as vendas pela internet, logo aplicar estratégias para vender mais pode ser uma das alternativas para impulsionar os resultados dos negócios.

Uma das estações mais esperadas do ano, sem dúvidas, é a primavera. Além da estação promover um clima dotado de flores, sol e calor, com a retomada das atividades de muitas áreas, essa época do ano também pode apresentar resultados positivos para alavancar o faturamento dos negócios.

Um dos setores que tem apresentado grandes oportunidades para empreendedores são as vendas pela internet, logo aplicar estratégias para vender mais nessa estação do ano pode ser uma das alternativas para impulsionar os resultados dos negócios.
Pensando nisso, Franklin Bravos, CEO da Signativa, startup que já profissionalizou mais de 500 e-commerces no Brasil, elenca as cinco principais maneiras para atrair mais consumidores e alavancar as vendas pela internet com a chegada da primavera. Confira:
1. Atualize seus produtos à estação
Com temperaturas mais altas, a primavera dá início a uma série de dias ensolarados. Dessa forma, é preciso oferecer produtos que atendam essa demanda da estação.

“É importante lembrar que essa demanda varia a depender do segmento do negócio, no entanto, a regra vale para todos, invista em atualizar ou oferecer produtos que tenham “a cara” da estação. Com isso, além de conseguir novas vendas, o negócio poderá atrair novos consumidores”, completa Bravos.

2. Invista no digital
Não há dúvidas de que a internet e o comércio eletrônico tem sido uma solução para muitos negócios empreender e conseguir renda. Por isso, é válido implementar e atualizar, sempre que possível, o negócio digital. “Com a pandemia, muitos brasileiros encontraram conforto e segurança em comprar pela internet.

Uma das tendências que devem permanecer entre os consumidores é realizar compras online. Na primavera essa busca pode ser intensificada por atualizar itens para a estação”, afirma.

3. Ofereça promoções e descontos
Promoções podem ser decisivas no momento de escolha dos consumidores e por isso ajudam a atrair e fidelizar novos clientes. ” A chegada da primavera coincide com o aumento da inflação em diversos setores.

Logo, a tendência dos consumidores, mais do que nunca, será pela oferta de produtos online e promoções”, diz “Essas ações promocionais podem ocorrer de diversas formas, como cupons de descontos e ‘leve dois e pague um”, completa

4. Desenvolva anúncios e estratégias de marketing
As redes sociais e estratégias de divulgação como o uso do marketing são alternativas para o negócio se aproximar do público alvo e conseguir novos consumidores para o empreendimento.

“Através da análise combinada de KPIs das redes sociais, incluindo conteúdo orgânico e anúncios, dos números de conversão de leads e vendas é possível monitorar se uma estratégia de marketing está surtindo efeito. É um meio que pode colaborar para marcas que atuam no varejo, ajudando a atrair novos consumidores utilizando os dados e as redes sociais”, explica.

5. Invista em tecnologia
Para quem quer vender mais, uma dica é apostar em ferramentas e tecnologias que ajudam a otimizar o checkout das vendas, afinal, processos rápidos evitam carrinhos vazios. Só para se ter uma ideia, no Brasil a taxa média de abandono do carrinho de compra é de 82%.

Pensando nisso, é necessário criar alternativas para que os clientes não desistam das compras. “Uma dica para turbinar o e-commerce é oferecer diversas opções de pagamento, assim como disponibilizar cupons de descontos, fretes grátis, entre outras ações que ajudem a fidelizar esse cliente. Encurtar o processo de compra também é importante. Em períodos como a primavera, os clientes aproveitam para pesquisar preços.

Fonte: Signativa

Read more

Conheça termos contábeis que todo empresário deve saber

TERMOS CONTÁBEIS

A contabilidade se relaciona diretamente com a rotina empresarial desde o momento da abertura do seu negócio, por isso conhecer mais dessa área pode auxiliar o empreendedor.

A contabilidade é parte essencial de qualquer negócio, sendo utilizada muito além das rotinas com o Fisco. Essa área é fundamental desde o momento da abertura, sendo utilizada no dia a dia, na busca por crescimento e também para auxiliar na tomada de decisões.

Um profissional contábil é capacitado para analisar pontos de melhorias relacionados ao seu setor, promover soluções e ainda deixar tudo em ordem nas obrigações tributárias, unindo seus conhecimentos ao do empreendedor de forma contínua, conseguindo alcançar bons resultados.

Para isso, o empresário precisa conhecer um pouco mais sobre os termos da rotina de trabalho do contador, para compreender seus procedimentos, afazeres e juntos alcançarem melhores resultados e uma gestão mais eficiente. Confira alguns termos contábeis mais usados.

Balanço patrimonial

Este relatório demonstra de forma objetiva a situação financeira e contábil da empresa dentro de um certo período. Nele são reunidos os bens adquiridos, obrigações tributárias, investimentos do negócio e são identificadas as fontes de recursos

Com isso é possível verificar qual foi a trajetória empresarial até o momento e quais estratégias podem ser adotadas neste momento.

Demonstração de resultado do exercício (DRE)

Neste informe contábil obrigatório é resumido o resultado líquido de um exercício financeiro. Para isso, um detalhamento das receitas e despesas é realizado a fim de mostrar se houve lucro ou prejuízo.

Custo fixo

O custo fixo faz referência aos custos da empresa que permitem seu funcionamento diário e que não possuem alterações, como conta de energia, aluguel, folha de pagamento e outros itens.

Custo variável

São aqueles custos para realizar uma tarefa diferente do habitual, algum evento ou outra situação que gere uma nova demanda, resultando em horas extras a serem pagas, novos insumos a serem comprados, tudo de forma pontual.

Fluxo de caixa

O fluxo de caixa é o documento que apresenta uma previsão das entradas e saídas financeiras, com ele é possível fazer o monitoramento dos custos do negócio permitindo a realização de projeções financeiras

Read more
×

Powered by WhatsApp Chat

× Como posso te ajudar?